Laser facial – Co2 fracionado

Laser facial – Co2 fracionado

1417
0
COMPARTILHAR

Os lasers fracionados produzem microzonas térmicas (MZT) da espessura de um fio de cabelo e de profundidade regulável. Essas MZT estão envoltas por tecido sadio não agredido, que será mobilizado no processo de regeneração global da pele.

Com esses sistemas fracionados podemos obter um nível de tratamento comparável aos peelings profundos e lasers ablativos, mas com um mínimo de efeito colateral. Ou seja, conseguimos um grande estímulo da pele com um mínimo de agressão.

As principais indicações são: rugas finas, cicatrizes de acne, estrias, cicatrizes inestéticas e lesões pigmentadas (manchas de pele).

Tipo de anestesia: local com ou sem sedação.
Tempo médio do procedimento: 20 min.

O pós-operatório quando bem feito, encurta o período de recuperação do paciente, além de conferir um resultado cirúrgico muito melhor. Negligenciar os itens abaixo prolonga a recuperação, dando chances para que intercorrências não previstas no pós-cirúrgico comprometam o resultado final. Portanto é muito importante segui-los.

1- Tomar a medicação prescrita pelo cirurgião.

2- Alimentar-se normalmente, evitando bebidas alcoólicas.

3- Dormir de barriga para cima com as costas e a cabeça elevadas, fazendo uma rampa na cama em torno de 30º.

4- O edema é normal e deverá desaparecer, gradativamente, conforme cada organismo.

5- Não tomar sol e evitar lugares quentes por aproximadamente 30 dias. A exposição ao sol no após o procedimento poderá deixar manchas definitivas na face.

6- Evitar banhos prolongados e com água muito quente.

7- A limpeza da pele, durante a primeira semana deverá ser feita com água corrente e Cetaphil loção.

8- Seguir a prescrição médica com as devidas orientações sobre hidratação e proteção solar.

9- O resultado cirúrgico poderá ser obtido após um período de 4 a 8 semanas.

10- É contra indicado o contato com animais durante 3 semanas, para se evitar infecção e pequenos traumas.

11- Exercícios físicos e caminhadas serão liberadas em tempo oportuno.

Para pacientes fumantes é regra a diminuição controlada do cigarro no pré e no pós-operatório. Já são conhecidos os malefícios causados pelo fumo no organismo, dificultando a circulação, a cicatrização e em última análise, o bem estar do paciente.

“As pessoas buscam através da Cirurgia Plástica uma melhor harmonia entre seu corpo exterior e seu próprio interior. Cabe ao cirurgião realizar a intervenção, mas cabe a cada paciente o zelo, o cuidado devido que tal procura requer.”

SEM COMENTÁRIOS

Comments are closed.