COPA DO BRASIL por Kiko Campos

COPA DO BRASIL por Kiko Campos

353
0
COMPARTILHAR

Desde cedo nos ensinam que precaução, bom senso, capacidade de gestão e oportunidade são fatores fundamentais para o sucesso de uma empreitada. Claro que há outros fatores, mas vou ficar nesses para conduzir meus comentários. Todavia o aprendizado desses conceitos requer inteligência, profissionalismo e, sobretudo, humildade. Em outras palavras: o burro amador arrogante não aprende nada.

Foi exatamente isso que aconteceu na derrocada do Santos FC, na recém encerrada Copa do Brasil. Não, não se trata de mimimi ou recalque de derrotado. Embora santista procuro ser imparcial em todos os meus comentários. Senão vejamos.

Primeiro equívoco. As vitórias sobre o São Paulo FC, na Copa do Brasil, e seu desempenho no Brasileiro mostravam que o time do Santos atravessava um excelente momento e, como sempre diz meu grande amigoRui De Rosis , que sabe tudo de bola, futebol é momento. Já o Palmeiras caia pelas tabelas. Significa dizer que se a tabela original da Copa do Brasil tivesse sido seguida, as chances do Santos seriam infinitamente maiores. Aí entram burrice e soberba. Aceita-se a mudança da tabela com a arrogância dos imbecis: o time do Santos é superior e ganhamos deles a qualquer hora.

Segundo equívoco. Colocar todos os ovos em único cesto. Novamente produto do amadorismo, da burrice e da soberba. Como vamos vencer a Copa do Brasil não precisamos nos preocupar em ficar no G4 do Brasileiro. Jogadores considerados de maiores expressões começam a ser poupados no Brasileiro. Perdem-se jogos fáceis e o time fica fora do G4. Ou seja, o cesto caiu e todos os ovos esborracharam-se.

Terceiro equívoco. O salto alto do primeiro jogo na Vila. A soberba de que somos superiores. O time jogou com displicência e perdeu inúmeras chances de gol. O Santos teve chances de matar o jogo e não o fez.

Qualquer ser, possuidor de um neurônio, e que entenda um quase nada de futebol, sabe que nesse esporte há uma coisa chamada imponderável e é aí que reside a enorme paixão popular que o futebol desperta. Há dias em que a bola não entra no gol, o passe não sai, a grama escorrega e nada dá certo. Esse imponderável há de sempre ser considerado nas estratégias de uma equipe de futebol. Essa é a precaução que sobra nos humildes e falta nos arrogantes.

O Santos FC teve inúmeras chances de classificar-se para disputar a Copa Libertadores da América, situação que poderia atrair novos patrocinadores e colocar a equipe em outro patamar financeiro, mas optou por escolher um único caminho num único jogo. Perdeu tudo.

Foi o preço do amadorismo, da burrice e da soberba.

Parabéns ao Palmeiras, o novo Campeão da Copa do Brasil.

Bom final de semana para todas e todos, pois amanhã estarei ausente.

SEM COMENTÁRIOS

Comments are closed.