CLAUDETTE SOARES FAZ SHOW EM HOMENAGEM A MAYSA

CLAUDETTE SOARES FAZ SHOW EM HOMENAGEM A MAYSA

34
0
COMPARTILHAR

“Uma Noite Para Maysa” é o novo show que a cantora Claudette Soares estreia na quinta-feira, dia 30, homenageando uma das mais emblemáticas compositoras da música brasileira. O repertório vai da Maysa intérprete de canções como “Eu não existo sem você” até clássicos compostos por ela, como “Ouça”, “Meu Mundo Caiu” e “Resposta”, entre outras.

Claudette Soares, que esteve no início do ano apresentando repertório de samba-canção para o público carioca – radicada em São Paulo desde a década de 1960, quando, por sugestão de Ronaldo Bôscolli, decidiu levar a bossa nova para um local onde o gênero musical era ainda desconhecido, Claudette fez uma turnê com a cara do Rio, cantando Maysa, Eliseth Cardoso e Nora Ney.

A cantora, que iniciou carreira ainda muito jovem, foi apelidada por Luiz Gonzaga, o Rei do Baião, de Princesinha do Baião, quando na década de 1950 apresentava na Rádio Tamoio o programa No Mundo do Baião, ao lado de Ademilde Fonseca e dirigida por José Gonzaga, irmão de Luiz.

No início da década de 1960, teve a possibilidade de não apenas substituir a cantora Silvinha Telles em apresentações ao vivo, como dividiu o palco com grandes nomes da música brasileira: Baden Powell, João Donato, Luiz Eça, entre outros.

Com uma extensa discografia – lançou um disco em 78rpm, Foi A Noite, em 1958, 16 álbuns sendo o primeiro em 1964, A Dona da Bossa , e o último em 2007, uma homenagem a Tom Jobim e Silvinha Telles, e 23 participações especiais, sendo a mais recente em 2016, Mirianês Zabot canta Gonzaguinha – Pegou um Sonho e Partiu, a incansável Claudette Soares continua a se apresentar e gravar, sempre amparada por músicos de grande capacidade e reconhecimento artístico, como o pianista Alexandre Vianna ou o cantor- revelação do The Voice, Ayrton Montarroyos.

Sangue novo acompanhando a essa grande artista brasileira que já esteve interpretando ao lado de grandes músicos e arranjadores – e que o digam Pedrinho Mattar, Cesar Camargo Mariano, Rogério Duprat, Julio Medaglia e Gilberto Gil.

SEM COMENTÁRIOS

Comments are closed.