SINAL DOS TEMPOS – JORNAL DE PAPEL? por Mário Rubial

0
665

Há duas semanas, fui passar uns dias na deliciosa casa do meu amigo Heitor Paixão. Em Ibiúna.

Sim, o mesmo Heitor tantas vezes citado nas minha crônicas.

Reforma em andamento, mas a recepção, como sempre, maravilhosa.

Muito papo, cerveja da melhor qualidade e a companhia da Nancy e do Guilherme, filho mais novo do casal.

Sábado, pela manhã, o Heitor diz que vai para o centro comprar alguns víveres. Gostaram do víveres?

Falei!

– Vou também.

No caminho, digo ao Heitor:

– Pare numa banca de jornais. Vou comprar a Folha.

– Tudo bem, Maroca – responde o Heitor.

Chegando no “centrinho”  de Ibiúna, ele para numa primeira banca.

– Por favor, a Folha de São Paulo.

Responde a dona:

– Não trabalhamos com jornais.

Volto para o carro do Heitor e digo:

– Tem outra banca nesta “ imensa” cidade?

– Sim, só mais uma.

Lá chegando, consigo o meu exemplar da Folha.

Vamos pra cá, vamos pra lá e no retorno ao condomínio, o Heitor me diz:

Você ainda lê as notícias em jornal de… PAPEL?

Caraca! Foi um soco no estômago.

Aí lembrei que, aos meus quase 75 anos, sou um peixe fora dágua. Poucas pessoas leem jornais de…papel.

Até porque, no condomínio onde moro, com 368 apartamentos, só eu e mais 3 ou 4 “velhinhos” ainda retiram o jornal, de “papel”, na portaria.

Tô ferrado!

FRASES DE BOTECO

É melhor morrer de vodka do que de tédio.

Vladimir Maiakoviski

Na minha lápide, podem escrever o seguinte: a partir de agora, não contem comigo.

Anônimo

Minha avó começou a andar uma hora por dia quando tinha 60 anos. Agora ela já está com 95 e não temos a menor ideia onde ela foi parar.

Ellen D.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui

4 × cinco =