Gente Que Fala – 29.04.2019

0
77

O Programa Gente Que Fala dessa segunda-feira teve a participação dos convidados:

A procuradora de Justiça Eloísa Arruda, que foi Secretária Municipal de Direitos Humanos e Secretária de Justiça do Estado de S. Paulo;

O sempre deputado Vitor Sapienza;

O palestrante, mestre em ciências da comunicação e professor de expressão verbal Reinaldo Polito e

O advogado Estácio Airton Alves Moraes, especializado em Direito Trabalhista.

O debate, orientado pelo jornalista Mauro Frysman, foi em torno dos seguintes assuntos:

Bolsonaro desautoriza criação de novo imposto – O presidente disse que foi surpreendido com a declaração do secretário da Receita Federal, Marcos Cintra de que até fiéis pagariam impostos sobre o dízimo. Em uma mensagem de 41 segundos, Bolsonaro diz duas vezes que nenhum imposto será criado para as igrejas;

Em convenção, DEM fala em fusão com o PSDB – Nos bastidores, João Doria é o principal patrocinador de uma eventual aliança entre os dois partidos, tendo dado carta branca a seu vice, Rodrigo Garcia, para atuar como homem forte da articulação política e uma espécie de embaixador do governo;

Após 1 ano, moradores do Paiçandu vão para outras ocupações – Na quarta-feira irá completar um ano que o Edifício Wilton Paes de Almeida, no Largo do Paiçandu, desmoronou após um incêndio. Cinco adultos e duas crianças morreram. Outras 291 famílias ficaram desabrigadas;

Por que o porta-voz do governo mudou seu jeito de falar? – Paz e Bem. É assim que o general de divisão Otávio Santana do Rêgo Barros, porta-voz do governo Bolsonaro, encerra todas as entrevistas coletivas. Afinal, por que a mudança?

Metrô pode entrar em greve amanhã, diz sindicato – Entre as razões do impasse entre o Sindicato e o Metrô estão medidas que cortam benefícios do plano de saúde, plano de aposentadoria e falta de negociação sobre a forma de cálculo da participação nos resultados e de equiparação salarial de alguns trabalhadores;

Previsão para o PIB cai pela nona vez consecutiva – Analistas financeiros consultados pelo Banco Central revisaram suas análises e passaram a prever um crescimento de 1,70% do PIB brasileiro em 2019, a nona semana seguida com revisões para baixo na expectativa de crescimento do índice.

Perdeu o programa de hoje? Assista agora!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui

vinte + 6 =