Gente Que Fala – 13.06.2019

0
136

Hoje, mais uma edição do “Gente do MPD Que Fala”, parceria do Gente Que Fala com o Movimento do Ministério Público Democrático, com o apoio do Instituto Ética Saúde.

Participaram do programa dessa quinta-feira:

A Procuradora de Justiça aposentado Ricardo Prado, presidente do Movimento do Ministério Público Democrático – MPD;

A advogada e mediadora Zildete Leal;

O advogado tributarista e criminalista Marcelo Knopfelmacher, ex-Presidente do Movimento de Defesa da Advocacia – MDA e

 O médico nefrologista Yussif Ali Mere Junior, diretor executivo do Grupo Lund de Nefrologia e Presidente da Federação dos Hospitais do Estado de SP, do Sindicato dos Hospitais do Estado de SP e da Associação Brasileira dos Centros de Diálise e Transplante.

A pauta apresentada pelo jornalista Mauro Frysman para o debate foi a seguinte:

Fachin nega riscos à Lava Jato após vazamentos – “A Lava Jato é uma realidade. Não acredito que essa realidade venha a ser afastada por qualquer circunstância conjuntural”, disse Fachin;

Senado resgata projeto contra abuso de autoridade – Em meio à turbulência produzida pela divulgação de mensagens entre Moro e Dallagnol, voltou a tramitar no Senado o projeto de lei que coíbe o abuso de autoridade. Este é um dos itens da proposta das 10 medidas de combate à corrupção, de 2017;

Ex-chefe antifraude nos EUA defende que Brasil aprimore conduta na saúde – A advogada Sandra Moser, ex-chefe da seção de fraudes do Depto de Justiça dos EUA defende que o esquema de corrupção envolvendo multinacionais da saúde e o SUS, que está sob mira do FBI e da Justiça americana, mostra que tanto os governos quanto as empresas privadas precisam aprimorar seus códigos de conduta para prevenir fraudes no setor;

STF impede Bolsonaro de extinguir conselhos criados por lei – O presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, pediu vista e adiou para hoje o julgamento que analisa a derrubada do decreto 9.759/2019. No entanto, a maioria dos ministros já votou pela suspensão de seus efeitos – 4 parcial e 5 integralmente;

Procurador-geral de Justiça pede suspensão do Parque Minhocão – Para o procurador-geral de Justiça de São Paulo, Gianpaolo Smanio, a Lei fere a Constituição do Estado por ter origem no Legislativo e tratar de tema de competência exclusiva do Poder Executivo. O início das obras está previsto para o segundo semestre deste ano.

Perdeu o Gente do MPD Que Fala dessa quinta-feira? Assista agora!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui

onze − um =