Gente Que Fala – 17.06.2019

0
136

O Programa Gente Que Fala dessa segunda-feira teve a participação dos convidados:

O juiz de Direito Mário Rubens Assunção Filho, titular da Vara da Região Leste 3, especializada em Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher;

A delegada de polícia Rosemary Corrêa, a Delegada Rose, vice-presidente do Conselho Estadual da Condição Feminina;

A advogada Clarissa Höfling, especialista em Direito Penal e

A advogada Rosana Chiavassa, presidente da Associação das Advogadas, Acadêmicas e Estagiárias de Direito do Estado de São Paulo – ASAS.

Com a mediação do jornalista Mauro Frysman, conversaram sobre a pauta seguinte:

Joaquim Levy pede demissão do BNDES – Joaquim Levy pediu demissão ontem da presidência do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), após ser publicamente criticado pelo presidente Jair Bolsonaro pela nomeação de Marcos Barbosa Pinto para o cargo de diretor de Mercado de Capitais;

Falso produtor que perseguia mulheres é preso por “stalking”- A polícia paulista prendeu na semana passada Agnaldo Santos Pereira Jr., acusado de perseguir, ameaçar e importunar sexualmente cerca de 30 mulheres jornalistas, assessores de imprensa e modelos. Ele se passava por produtor da TV Record;

Casos de feminicídio dobram em São Paulo – Na contramão da queda da maioria dos crimes violentos no estado de São Paulo, os casos de feminicídio dobraram em 2019, seguindo uma tendência de crescimento em todo o país;

Advogada de Neymar é expulsa de entidade feminista – A advogada Maíra Fernandes, que assumiu a defesa de Neymar no caso em que ele é acusado de estupro, foi excluída do CLADEM, instituição que reúne advogadas feministas, da qual fazia parta há 15 anos. Em suas redes sociais, Maíra disse estar convencida de que Neymar sofre uma acusação injusta e que a falsa acusação de estupro não ajuda em nada a causa feminista;

Bolsonaro pede pressão sobre Congresso por decreto de armas – “Eu apelo para que não deixem o Senado e a Câmara revogar, derrubar o nosso de decreto das armas”, declarou. Bolsonaro disse que o objetivo da lei é permitir ao “cidadão de bem, se assim desejar, ter uma arma dentro de casa”.

Perdeu o programa de hoje? Assista agora!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui

2 × 2 =