Gente Que Fala – 21.01.2020

0
49

O Programa Gente Que Fala dessa terça-feira recebeu os convidados:

O Coronel PM, advogado e psicólogo Roberto Alves dos Santos;

O jornalista Mário Marinho, ex-editor co Caderno de Esportes do Jornal da Tarde;

O jornalista e empresário Raul Jafet e

O Coronel Antônio Ferraz dos Santos, coronel da reserva do Corpo de Bombeiros e proprietário da SP Fire Consult.

Com a pauta apresentada pelo jornalista Mauro Frysman, conversaram sobre os seguintes assuntos:

Regina Duarte inicia ‘período de testes’ na secretaria da Cultura – A atriz Regina Duarte conversou ontem com o presidente Jair Bolsonaro e começa hoje um “período de testes” na Secretaria Especial da Cultura. “Nós vamos noivar, vou ficar noiva, conhecer onde eu vou habitar, com quem que eu vou conviver” (…) “Sou apoiadora deste governo desde sempre e defendo a classe artística desde os 14 anos”, disse a atriz;

Justiça dá 5 dias para secretário de Comunicação explicar conflito de interesses – Sócio majoritário da FW Comunicação, que recebe dinheiro de emissoras e agências contratadas pela pasta, Fabio Wanjgarten, deve explicações sobre eventual conflito de interesses em sua atuação;

Incêndio na Austrália tem impacto em todo o mundo – A Austrália segue ardendo em chamas. O fogo consome o país desde julho, mas passou a ser considerado “fora de controle” em setembro. 10 milhões de hectares foram queimados, 28 pessoas e um bilhão de animais morreram. E o planeta inteiro sai perdendo, já que o aquecimento global é o principal produto dessa soma de consequências negativas;

Final da Copa São Paulo marca início da nova fase do Pacaembu – A partir de sábado o estádio do Pacaembu deixará de ser administrado pela Prefeitura e será responsabilidade do consórcio Allegra, que pagou R$ 115 milhões pelo direito de gerir o local pelos próximos 35 anos;

Unificar tributos sobre consumo pode reduzir a desigualdade – Conclusão é de estudo do do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada sobre as propostas de reforma tributária que tramitam no Congresso. Segundo o IPEA, haveria impacto positivo para 90% da população e negativo para os 10% mais ricos, dependente, no entanto, da criação de um sistema de devolução de parte dos tributos para os mais pobres;

Decisão proíbe deportação de vítimas de mudança climática – O Comitê de Direitos Humanos da ONU declarou que governos não podem deportar indivíduos que enfrentam os impactos das mudanças climáticas que violam o direito à vida. A decisão histórica foi anunciada hoje e promete ser um divisor de águas no direito internacional.

Perdeu o Gente Que Fala de hoje? Assista agora!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui

20 + treze =