Gente Que Fala – 20.02.2020

0
299

Hoje, mais uma edição do “Gente do MPD Que Fala”, parceria do Gente Que Fala com o Movimento do Ministério Público Democrático, com o apoio da Câmara Brasileira de Diagnóstico Laboratorial – CBDL.

Estiveram conosco no programa desta quinta-feira:

O Procurador de Justiça, professor e escritor Roberto Livianu, ex-presidente do MPD e presidente do Instituto Não Aceito Corrupção.

A nutricionista clínica e funcional Graziela Ravacci Mucciacito, doutora em Oncologia, Diretora Cientifica de Nutrimetabolômica da IonMedicine;

A professora e empresária Jandaraci Araújo, Subsecretária Estadual de Empreendedorismo, Micro, Pequenas e Médias Empresas e

O cientista político Kleber Carrilho, professor de Comunicação Política na Escola de Comunicação e Artes – ECA/USP.

A pauta, apresentada pelo jornalista Mauro Frysman, contemplou os seguintes assuntos:

Quebra de decoro – Ao repetir insinuações de cunho misógino e sexista já desmentidas por documentos, senadores, deputados, advogados, cientistas políticos, ministros do STF e cidadãos em geral discutiram nesta semana, de forma aberta e com enquadramento legal, se Jair Bolsonaro incorreu em crime de responsabilidade nas ofensas contra a jornalista Patrícia Campos Mello;

A importância do sequenciamento genético da microbiota intestinal – Estudiosos sugerem que seu sequenciamento genético pode ser um componente essencial da medicina, pois, entre outros benefícios, poderá ajudar a compreender quais os probióticos e prebióticos mais adequados para cada indivíduo;

Cassinos legais deixam rastro de destruição, diz Roberto Livianu – Emcampanha, o então candidato Bolsonaro se posicionou contra a legalização dos cassinos no Brasil. Hoje, após um ano, fala-se que estaria inclinado a mudar de posição em prol do turismo, dos tributos e dos empregos. Em artigo publicado pelo Poder 360, Roberto Livianu diz que “a jogatina seria porta escancarada para evasão de divisas e crimes do colarinho branco, como a lavagem de dinheiro, a sonegação fiscal e a corrupção”;

TRF-2 irá apurar suposta conduta político-partidária de Bretas – O corregedor nacional de Justiça, Humberto Martins, determinou que o TRF-2 apure suposta conduta “de caráter político-partidário” praticada pelo juiz Marcelo Bretas, responsável pelos processos da Lava Jato no Rio de Janeiro. A OAB enviou reclamação ao CNJ depois que o juiz federal compareceu à inauguração de uma ponte e a um evento religioso na companhia do presidente Jair Bolsonaro e do prefeito do Rio, Marcelo Crivella, no último sábado;

Suprema Corte da Índia decreta igualdade entre mulheres e homens nas Forças Armadas – Apesar das afirmações do governo indiano que “homens e mulheres não têm as mesmas capacidades físicas” e que os militares do país “não estão mentalmente preparados para serem dirigidos por mulheres”, a Suprema Corte da Índia entendeu o contrário e decretou, na segunda-feira, que as Forças Armadas do país devem respeitar a igualdade entre mulheres e homens, eu uma decisão histórica no país.

Perdeu o Gente Que Fala de hoje? Assista agora!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui

vinte − onze =