A PREVENT E EU por Mário Rubial

0
86
American doctor talking to senior man in surgery

Há dez meses troquei o plano de saúde. Depois de muito pesquisar, optei pela Prevent. Além de 100% de indicações de amigos e familiares, foi decisiva a avaliação de usuários no site Reclame Aqui: 84% de aprovação!

O que mais faltava para minha transferência? O preço: 50% a menos que o plano anterior da outra operadora!

Ainda assim desconfiei.

Fui às primeiras consultas e exames. Consultórios e Centros de Exames inacreditáveis em termos de atendimento e equipamentos que mais se assemelhavam a naves espaciais.

Vida que passa.

Uma comissão do Senado instala a CPI DA PANDEMIA. Shows diários mais parecendo um Big Brother político. Massacre de reputações. Um senador querendo aparecer mais do que outro. Todos babando erudição.

Principais senadores: Omar Aziz, Randolfe Rodrigues, Renan Calheiros, Eduardo Braga, Flávio Bolsonaro, Jorginho Mello etc., etc.

Fui procurar nos sites judiciais informações sobre cada um dos senadores.  Todos têm contas a prestar na justiça, o que não significa que sejam culpados. Mas como todos os brasileiros sabem…

Foi nessa busca que lembrei do Renan Calheiros, o mais pimpão dos senadores. Uma vestal de pureza.

Ele é o mesmo senador que há anos foi descoberto por ter vida conjugal dupla, sendo que a segunda família era sustentada por uma empreiteira.

E que, numa manifestação em frente ao Senado, uma mulher ergueu um cartaz com a seguinte frase, numa autêntica ópera-bufa:

COME EU, RENAN

Pois é esse tipo de gente que, posando de Torquemada, desfere acusações de todo o tipo, com sangue nos olhos.

Bastava que tivessem uma postura civilizada com relação aos acusados. Pois estes, tanto quanto os senadores inquisidores, serão declarados culpados somente quando houver uma sentença definitiva.

Até lá, a PREVENT continua sendo uma excelente operadora de  saúde.

FRASE DE BOTECO

O preço da justiça está no canhoto do meu talão de cheques.

Sérgio Naya, ex-deputado federal

Obs: Frase já citada em outras duas crônicas. Mas que permanece tão atual…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui

nove − 7 =